Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Quarta-feira, 28.08.13

madrugada de verão

Coisas que também não combinam com o trabalho (matinal):

 

- Estar na véspera na urgência do hospital das 3h às 5h da manhã com bebé febril :(

 

Hoje, felizmente, parece melhor.

 

imagem de impactednurse.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

por oturnodanoite às 18:41

Sexta-feira, 09.08.13

3º Trimestre: o trailer

Aaaahhhh a bela da barriga a crescer...a sensação de enfartamento, o bebé que não mexe há 2h, a abstinência de açúcar na dieta, o dormir de lado (que eu abomino), a preparação das roupinhas, depilações rigorosamente marcadas, limpeza do ninho...tudo maravilhas deste estado de graça!

 

Neste trimestre a barriga já estava grande apesar de eu dizer que não...que me parecia pequenina e que o bebé não estava a crescer....as pessoas diziam que tinha que comer mais, que tinha que comer isto e aquilo, que tinha que arrumar a casa, descansar, preparar os mamilos, comprar montes de mariquices e no geral as pessoas diziam muita coisa: "acho que devias fazer isto", "acho que devias comprar aquilo"....Já estou como a minha grande amiga D. que diz que há pessoas que "acham" muito...

Eu também sou uma pessoa que acha muito mas considero-me sensível em relação a alguns temas (apesar de já ter cometido algumas gaffes) e se há tema sensível, são as grávidas! Acreditem.

 

Mas no geral este trimestre foi bastante tranquilo até à parte em que a médica achou (lá está, a sra dra também acha muito) que o bebé não estava a crescer e como já estava quase no final do tempo, o melhor era fazê-lo emergir :)

Bem vistas as coisas, as continhas do ecógrafo falharam por 500gr o que pode não parecer muito mas tendo em conta a porta de saída, pareceu-me bastante.

 

Bebé nasceu fofinho, com um "soprito" (chamaram-lhe assim na altura mas que 2 meses mais tarde, como se revelou, foi a base do capítulo mais difícil da minha vida até hoje) e um fofo! 

Maridão ficou espantado "Nasceu de olhos bem abertos!!!" o que me levou a crer que ele esperava o nascimento de uma gato que só abre os olhos ao fim de 3 dias...... mas foi assim.....verdadeiramente espectacular!!! Clichés à parte, o melhor momento da minha vida!

 

Coisas do parto? (não ler em caso de susceptibilidade aumentada)

 

 

Não é "dorzinha de nada" só porque se leva a epidural nem é "dor terrível"...mas sei que há tantas experiências destas quantas pessoas há no mundo....

Para mim, foi tudo bastante tranquilo. Li no kindle enquanto fazia a primeira parte da dilatação e balançava numa bola de pilates. Dormi dos 5 aos 10 cm de dilatação e tudo terminou com a sra enfermeira espanhola a tirar a cabecita dele e a dizer "Vá!! Puxe!!! Tire o seu bebé mamã, tire o seu bebé!" e enquanto eu dizia que não conseguia segurei aquele recém-nascido pelas axilas e puxei-o até ele ficar deitadinho em cima da minha barriga. Tapei-o com a bata que tinha vestida e pensei: "olá! sou a tua mãe!" 

 

(pensei também mais um milhão de coisas que não cabem aqui....)

 

Febre de parto? choradeira? mamilos gretados? costura assanhada? mastite e antibióticos? Tive direito ao pacote completo!

Bebé ictérico, obstipado, com cólicas (poucas), cardíaco, pele atópica e crosta láctea? Também.

 

Isto da gravidez amigas? Era só o trailer do filme :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por oturnodanoite às 22:11

Sexta-feira, 02.08.13

2º trimestre: a revelação

Fui daquelas meninas que não quis contar logo que estava grávida. pronto. Foram vários os motivos que me levaram a "esconder"a  gravidez (nenhum deles realmente importante) mas entre eles estava ter tido uma pseudo-má-experiência no passado, ter decidido ir dançar grávida de 10 semanas e ter a viagem marcada para a Turquia e não me apetecer estar a ouvir coisas do tipo: "Vais dançar??? Tu vê lá!!!! Olha que não deverias ir dançar!!" ou "Vais à Turquia???!!! Aquilo é tipo o Iémen!! Olha que te vais dar mal!"

Eu até podia dizer que não importo nada com o que as pessoas dizem, mas importo. Importo porque muitas coisas destas que me poderiam dizer iriam incomodar-me, amedrontar-me (mais) e sobretudo, não iriam ajudar ou fazer-me mudar de planos.

Achar que sei o que as pessoas me iriam dizer pode parecer presunção mas eu conheço as pessoas com quem lido...e na verdade, quando as pessoas souberam que estava grávida disseram-me logo "Mas não foste dançar? Estás maluca!" E outras "E foste à Turquia? Porque não cancelaste? Ainda por cima apanhaste lá o grande terramoto!!! Ai tu!!! És maluca!!" (Sim, fui eu que planei o terramoto, obrigada, é um talento escondido)

 

E pronto. Assim evitei estes comentários (pelo menos antes de cumprir os planos) e lá fui eu...com os meus medinhos, mas sempre a seguir os meus planos. Se a médica tinha dito "Pode ir!" e "Pode dançar" então eu fui e eu dancei.   

 

Só depois destas peripécias é que disse à maioria das pessoas que estava grávida. Foi como se tivesse feito o teste nesse dia...as felicitações (realmente sentidas porque dá para perceber perfeitamente), a oferta de  roupas de grávida, coisas de bebé, 30 mil conselhos de gravidez e, como não poderia deixar de ser, a partilha da história de cada uma que já teve bebé...não é necessariamente mau mas é preciso ter um bom filtro para esta última parte....

 

E assim se passou um trimestre...a engordar pouco porque não podia comer açúcares, a trabalhar até às 26 semanas de gravidez e a começar a sentir as atenções das pessoas, o bebé a mexer e a crescer e a ideia de ser mãe a formar-se lentamente....

 

Apesar da gravidez fisicamente tranquila, tinha medo. Algumas pessoas aperceberam-se mais que outras mas as minhas próximas viveram tudo isto comigo.... Medo de que alguma coisa corresse mal...medo de criar demasiadas expectativas e sobretudo tentar lutar contra tudo isto...porque é suposto as grávidas estarem sempre bem, sempre felizes e "nas núvens" e nem lhes ocorrer que alguma coisa pode correr mal (quando manifestava um medo ouvia assim "Creeeedo!!! Não penses nessas coisas!!!")...só me lembro de uma amiga dizer aquilo que ninguém tem coragem de repetir :"Estado de graça?? É um pesadelo!!!" disse-o um pouco a brincar, eu sei...mas com um toque de verdade associado a todos os medos que as grávidas têm e escondem para si...

 

Não sei se sou uma pessoa negativa ou contida por não ter partilhado logo a novidade (partilhei aos 5 meses) nem andar a comprar coisinhas de bebé que nem louca...não condeno quem o faz mas eu não o fiz. Não senti necessidade de partilhar imediatamente com o mundo inteiro a gravidez nem me parece prudente comprar logo tudo sem me informar convenientemente das coisas, depois há tempo! Há tempo para fazer tudo com calma. 

 

Foi só no último trimestre que fiz as compras, tinha 6 roupinhas de recém-nascido e 3 pacotes de fraldas em casa, banheira, carrinho, termómetro e algumas dessas mariquices. Quando o meu bebé nasceu não lhe faltou nada. Ainda bem que não andei na azáfama das coisinhas durante 9 meses. Eu sei, eu sei que para as outras essa é a parte boa da gravidez mas para mim, bastava-me senti-lo mexer. Parecia um pequeno alien na barriga...

 

No fim deste trimestre fiquei em casa para que as contracções diminuissem. Gostava de ficar no sofá, após o almoço, a dormitar e a senti-lo mexer na barriga....pensava: "como é que é possível isto estar a acontecer? Uma pessoa inteira dentro de mim...que vai sair e será uma pessoa independente um dia..única..."

 

Foi neste trimestre que, a fazer a eco morfológica apareceu um bebé de pernas abertas....e uma pilinha espetada para cima que se via tão bem...era um rapaz!

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por oturnodanoite às 15:29

Terça-feira, 30.07.13

1º trimeste? já foi!

 

Uma vez que entrei na maravilhosa experiência da maternidade há pouco tempo, pensei partilhar aqui um pouco daquilo que me aconteceu...se calhar só para ficar gravado...em algum sítio....

 

Uma vez que já tanta gente descreveu a sua experência e na verdade, aos olhos dos outros parece tudo igual, vou apenas falar das coisas que considero mais "invulgares"...como não sou nada dada à lamechice até pode a experência parecer menos cor-de-rosa que as outras mas não foi. Foi óptima, com percalços e muitos medos, mas óptima e claro, para mim, única.

 

1º Trimestre: não dei por nada. Pronto. Não andei radiante, nem cheia de atenções. Não tive enjôos (mentira, tive 1 no saldanha residence) e não tive desejos, sono desmedido e expecativas brutais. Porquê? Porque só soube que estava grávida com 10 semanas. Esta parte foi a melhor! Já que tinha milhões de medos associados ao primeiro trimestre da gravidez, às doenças que podem ocorrer, aos esforços sem contar até ao risco de perder o bebé (que caso não saibam é de 1 para cada 5 embora muitas não se apercebam) o melhor mesmo foi não saber.

 

Fiz a primeira ecografia (que era só para confirmar se tinha ou não bebé) numa sexta feira onde a médica disse:

Ela- "Eh lá!!! Isto é um bebé de 10 semanas!" 

Eu- "Socorro! Amanhã tenho um espectáculo de dança! Andei a treinar que nem uma louca!! Não posso faltar!!"

Ela- "Então vá, pois. Se treinou tantas horas até aqui, não são os minutos no palco que farão a diferença" "Divirta-se e bom espectáculo"

 

E assim foi. Enquanto todas as minhas colegas de dança estavam nervosas por actuar, eu estava nervosa (sem ninguém saber) porque tinha um bebé pela primeira vez na barriga...

 

Duas semanas depois tinha acabado o trimestre. Eu olhei para trás e reparei que...

 

- tinha ido a um congresso na Suiça e tinha estado lá com muito sono...mas congressos dão sono não é?

- tinha comprado um vestido para um casório que um mês depois não apertava e eu pensava "como é que eu comprei isto???devia estar louca! E dei-o!"

- tinha treinado cerca de 6h por semana para actuar em palco...e sabe deus como a professora fica nervosa nos ensaios e puxa por nós...mas tinha actuado e bebé também!

 

E olhava para a frente e pensava...

 

- já só faltam dois terços do tempo para ter um bebé nos braços

- tenho uma road trip marcada para a Turquia com tudo pago

- estou inscrita numa especialidade para começar no ano seguinte

 

 

Tudo isto misturado com a minha personalidade neurótica-ansiosa-preocupada-hipocondríaca-controladora pensei que iria ser um longo caminho...mas afinal, ter um bébé era aquilo que eu mais queria...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por oturnodanoite às 14:48

Segunda-feira, 29.07.13

Coisas de ser mamã

Giro para quem...

 

...planeia filhos

...diz que nunca vai ter filhos

...já os tem e quer mais

...pensa que os filhos trazem só coisas boas

...acha que filhos são só complicações 

 

Ou então leiam só para se rirem

 

http://tuxtoriais.wordpress.com/2009/03/23/diferencas-entre-o-primeiro-segundo-e-terceiro-filhos/

Autoria e outros dados (tags, etc)

por oturnodanoite às 12:01


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Posts mais comentados